Pular para o conteúdo principal

Os assassinos do cartão postal- James Patterson

Os assassinos do cartão postal- James Patterson
Faz alguns meses que terminei a leitura desse livro, que, acima de tudo, me chamou a atenção por ter como cenário principal a cidade de Estocolmo, na Suécia. Existe lugar mais lindo?
Apesar de famoso, eu nunca havia lido um romance de James Patterson. Li várias críticas e o conceito sobre o autor é bem diversificado. Romancista policial com histórias envolventes, basicamente, é como ele é visto no meio literário. E acrescento umas doses extras de “envolvente” por minha conta.
Poucas histórias já desmantelam os culpados logo de cara. Essa é uma delas. Já no primeiro capítulo sabemos quem é quem e o que eles fazem e a trama se desenrola na  tentativa de um detive particular de pegá-los. A narrativa é excelente, capítulos curtos e precisos, com algo acontecendo o tempo todo. Nada de romances melosos, nada de fatos mágicos do além, somente um contexto envolvido em um enredo contínuo e detalhes que dão um sentido cômico ao texto. Como a motivação do Jacob Kanon que, após ter a filha assassinada em uma viagem, passa a perseguir os vilões por diversos países da Europa, mesmo infligindo a jurisprudência e desafiando as autoridades locais.
Os assassinos matam por pura “arte” e enviam sempre um cartão à um jornalista da cidade, isso porque gostam do envolvimento da mídia, do jogo de esconder e da adrenalina de chegar tão perto e não ser pego. Em Estocolmo, Dessie Larsson é escolhida e passa a fazer parte, ativamente, das investigações. Como não se apaixonar por essa mocinha?
O autor é direto. Não sei em outros livros mas a característica de escrever somente o indispensável para envolver o leitor, levá-lo até a cena sem ter que descrever o desenho da cortina do banheiro do segundo andar.
Os personagens são cativantes,  envolve  o leitor com seu jeito direto de fazer as coisas, sejam os vilões, sejam os mocinhos.
A experiência de ler James Patterson foi aprovadíssima e outros livros do autor já entraram para minha lista. Vale muito a pena conferir essa leitura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Tic...tac...

Sabe quando no meio do dia você lembra de algo de muito tempo atrás...  é como se alguém apertasse o botão do pause e, embora a vida segue, o silêncio soa mais alto.  Sabe quando esta lembrança te paralisa de forma tão imediata que, tudo, absolutamente tudo perde o sentido repentinamente.... Sabe quando seus olhos se inundam, te falta o ar, some sua voz... assim no meio do dia, ou em uma noite vazia e tudo aquilo que você faz questão de deixar adormecido explode dentro de você.  A foto na estante é tão vazia que você não consegue olhar pra ela e todas as lembranças do que foi e do que poderia ter sido explodem em um caleidoscópio em sua mente...  Você não consegue mais olhar as fotos...  e as lágrimas caem pesadas dos seus olhos porque você não consegue as conter.  E você lembra e relembra  e cada nota da canção que insiste em tocar é o tom da voz que não sabe mais como ouvir... E você lembra...  perdendo todos os seus passos sem rumo em um horizonte que não reflete mais a direção do…

Memórias do Heavy Metal - Mustaine

Dave Mustaine é conhecido no mundo do rock como um guitarrista trash, polêmico e intenso. Começou sua carreira no Metallica, mas, devidos à surtos psicóticos constantes, causados por excesso de drogas e álcool, foi expulso da banda por volta de 1983, ocasião que o cantor compôs "Set the World Afire". Furioso com os colegas da banda, indignado por o terem colocado bêbado em um ônibus e o despachado para o outro lado do país, Dave, motivado pela promessa de vingar-se da Metallica, cria, nada menos, que a banda de trash metal Megadeth, em 1985.
Sim, há quem diga que ele realmente cumpriu sua promessa, eu, particularmente, sou suspeita de mais para fazer tal avaliação (já que Metallica é a melhor banda de todos os tempos), apesar de curtir, e muito, o som de Dave e seus companheiros. O relacionamento de Mustaine com o restante do grupo nunca foi muito bom. Ele sofria de ataques de overdose e foi motivo de polícia muitas vezes por isso. Um dia a polícia o prendeu por um motivo gra…

Uma Prova de Amor - Filme.

Enquanto procurava algo para me distrair na TV, vi a chamada para o filme Uma Prova de Amor. Sinceramente, não havia sequer ouvido falar dele ainda, talvez porque o nome remete àqueles filmes "água com  açúcar" de romances forçados, o deixei passar despercebido até então. O que me chamou atenção na chamada do filme foi a presença de Abigail Breslin e Sofia Vassilieva, ambas são atrizes muito estingante e, embora no filme elas ainda estarem crianças, me interessei em vê-las atuando juntas.
Dirigido por Nick Cassavetes, o filme estreou em 2009, tendo uma bilheteria mundial de cerca de 95 milhões de dólares. A história é baseada no livro, com mesmo nome, ou 'A Guardiã da Minha Irmã', em português, de Jodi Picoulti, narrando a história de Kate (Sofia), diagnosticada com um tipo raro de leucemia ainda bem pequena e da luta de sua mãe, Sara (Cameron Dias) que passa viver literalmente para manter a filha viva. Com a orientação dos médicos, Sara e Brian (Jason Patrick) submet…