Festival Internacional de Teatro de Bonecos

Festival Internacional de Teatro de Bonecos em Belo Horizonte
Entre os dias 17 e 25 de agosto acontece em Belo Horizonte o 13º Festival Internacional de Teatro de Bonecos trazendo à cidade espetáculos nacionais e internacionais, exposições, palestras oficinas e debates para todas as idades.

O festival nasceu em 1999 e, desde então, acontece anualmente na capital mineira sintetizando as tendências mundiais do teatro de animação e reunindo os principais grupos brasileiros do gênero, sendo considerado o maior festival nacional da categoria.

O teatro de bonecos caracteriza-se pelo uso de bonecos de manipulação, marionetes ou fantoches, em que o palco, cortinas, cenários e demais caracteres próprios são construídos especialmente para a apresentação. Essa é uma antiga forma de expressão artística originada há cerca de três mil anos. A origem do Teatro de Bonecos remonta ao Antigo Oriente, em países como a China, Índia, Java e Indonésia. Por intermédio dos mercadores foi se dispersando para a Europa, inclusive sendo usado durante a Idade Média como instrumento de evangelização.

A expressão do boneco está no movimento, completado pelo som, e ambos incendeiam a imaginação, em especial das crianças. Exige, portanto, o uso do poder criador e a faculdade de transcender o mundo material. O Teatro de Bonecos é uma síntese das artes e acontece dentro de um contexto histórico, cultural, social, político, econômico, religioso e educativo. É praticado em todo o mundo, assumindo fisionomias e espírito dramático bem diferenciado, dependendo da localização geográfica, tradições culturais, crenças e costumes.

A arte possui valores que a transcendem, atinge o universal eliminando barreiras de tempo e lugar. Assim, o Teatro de Bonecos oferece mil possibilidades a quem o descobre. Nas mãos de um educador hábil o boneco é um instrumento de grande valor. Nem sempre a palavra é mais importante: os gestos e trejeitos do boneco transmitem informações ao espectador que o leva a interpretação e identificação imediata da mensagem. Sua eficácia é muito importante tanto para crianças como para os adultos.

Grupo Giramundo

Um dos mais antigos grupos de teatro de bonecos brasileiro é o Giramundo. No campo dos espetáculos, criou 33 peças em 37 anos, o que representa quase uma montagem por ano. Este ritmo acelerado foi um dos responsáveis pela significativa coleção de bonecos do grupo e da formação de uma ampla experiência de montagem de espetáculos para teatro de bonecos. Dois lados coexistem na criação dos espetáculos do Giramundo: um tradicional, interessado pelas formas históricas do teatro de bonecos, e outro experimental, orientado pela pesquisa das possibilidades de encenação com bonecos. Essa dualidade se traduz praticamente em toda a carreira do Giramundo, especialmente nas últimas montagens, em que a introdução do vídeo abriu alternativas de intercâmbio entre teatro de bonecos e videoanimação.

Grupo Giramundo

Com a maior coleção de marionetes e fantoches do Brasil, em 2001 o grupo abriu um museu, em Belo Horizonte, arquivo vivo e em constante mutação da produção do grupo. Nele, estão reunidas todas as experiências da história do Giramundo, na forma de bonecos, composições cenográficas, fotografias, projetos e desenhos originais, documentos, filmes, áudios e arte gráfica. Com sua estrutura física e conceitual ligada à da Escola Giramundo, o Museu Giramundo é não só um mostruário permanente da produção do grupo, mas também um completo referencial didático para quem deseja aprender ou se aprofundar na arte do teatro de bonecos.

Grupo Giramundo

Confira a programação do 13º Festival Internacional de Teatro de Bonecos.

Postagens mais visitadas deste blog

Não me esqueça

Top 10 - Personagens Literários

Flores Caídas