Porque o Rock Faz a Minha Cabeça

Como disse no post anterior, decidi fazer uma comparação entre os hits mais tocados do momento de funk e de rock nacional. Para criar essa postagem tentei ser o mais imparcial possível, analisando as músicas criticamente, apenas nos quesitos de linguística e cultura. Portanto, não se trata de uma expressão de gostos.

Vale abrir um parentese que, apesar de roqueira nata, desde minha primeira infância, devo admitir que o rock nacional está em um de seus piores momento. Acredito que a mídia que cresceu em torno da música causou um aquecimento negativo ao mercado, fazendo com que muitos cantores deixem a magia de uma canção em prol do dinheiro que pode-se ganhar com ela. Vemos isso na miscigenação de estilos e na corrida desenfreada de todo mundo querer agradar a todo mundo.


Bom, mas vamos à música... em pesquisas em comunidades e fóruns de rock nacional, percebi que os gostos das pessoas está em volta de basicamente três canções: "Tudo está parado", Jota Quest, "Céu Azul", Charlie Brown Júnior e "O lado escuro da Lua", Capital Inicial. Descartei "Céu Azul" pelo fato do Chorão ter falecido recentemente e isso influencia bastante na escolha das pessoas. Direcionado a pesquisa apenas entre "Tudo está parado" e "O lado escuro da lua", 76% das pessoas preferiram "O lado escuro da lua".

Sempre tem alguma coisa errada
Às vezes o que sobra é o que nos falta
Algo que não vemos, não sentimos
Tudo que não temos, mas nos fingimos
Eu quase fiz o que eu queria
Eu quase tive algo que eu podia
De novo esse quase, esse sempre, esse nada
Comigo nessa longa e tortuosa estrada

Correndo como um louco
Falta sempre muito pouco
Pra se perder a razão
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua
De olhos fechados
No meio da sua rua
Sonhando acordado
No lado escuro da lua

Copo meio cheio, copo meio vazio
O corpo só esquenta quando o ar é frio
Não quero me lembrar que não faz sentido
Nem me arrepender de não ter vivido
A vida é longa, a vida é curta
Quando todos falam e ninguém me escuta
Cegos que não sabem para onde vão
Aqui está mais um nessa multidão

Eu tinha sede, me deram gasolina
Não peço nada, me dão menos ainda
Acho que não entendi direito
A perfeição do imperfeito
Eu me queixo
Eu me arrependo
Eu me revolto
Eu me rendo
Querendo o que não podia ter sido
Ser feito de aço e não de vidro

A música foi escrita usando rimas frias (que rimam apenas pela fonética) ora rimando um verso com seu subsequente, ora rimando com o terceiro verso. Esse é um estilo muito usado, inclusive por grandes poetas como Carlos Drummond, Manuel Bandeira, Fernando Pessoa e outros. Essa escolha literária dá um ritmo exclusivista ao texto, impessoal, o que torna uma leitura suave sem se preocupar com as terminações verbais e sim com o efeito da pronuncia da palavra.
O texto da canção segue uma linha exata, fala do mesmo assunto do inicio ao fim, expressando uma ideia centrada ao seu conteúdo. A poesia exala um sentimento comum, que pode servir à qualquer ser humano, deixando de lado a pessoalidade e levando o contexto da canção a popularidade. Isso causa uma aproximação com o público, porque não se trata (ainda que seja) de uma manifestação única de sentimento, mas de algo que se enquadra nos sentimentos comuns da população.
Nota-se que o autor, no mínimo, tem um conhecimento mínimo de linguagem e gramática, ostentando um texto padronizado e de compreensão facilitada, isso não prova maior inteligência, mas maior coerência e uso de conhecimentos, afinal, uma musica escrita somente a cunho "cultural" como o funk, pode agradar a alguns, mas uma musica bem escrita cativa, independente do ritmo muitos, principalmente por sua poesia.
Concluindo, não é só o ritmo que faz a diferença no rock, mas a cultura em si. A diferença do público que curte funk para o que curte rock, não é só um estilo ou gosto, mas se reflete claramente na estrutura das composições de cada um. Claro, existe sim algumas letras de funk que são bem escrita, que tem uma estrutura fonética e gramatical muito boa, assim como há músicas de rock escrotas sem nenhum conteúdo, mas essas são exceções à regra.
O funk afronta minha inteligência.

Postagens mais visitadas deste blog

Não me esqueça

Top 10 - Personagens Literários

Flores Caídas