Parque Estadual do Rola Moça

Quem já passou pelas enseadas do Parque Estadual do Rola Moça, que liga os municípios de Nova Lima e Brumadinho, em Minas Gerais, pode desfrutar de uma das mais belas paisagens do estado. O relevo altamente acidentado é palco de uma grande diversidade da vegetação, caracterizada por mata atlântica, cerrado, campos de altitude e campos ferruginosos num território que abrange cerca de 4 mil hectares. O clima tropical de altitude dá ao local um ar romântico e aconchegante, com temperaturas que não passam dos 23 graus.

 


O parque foi criado em 1994 como uma forma de proteção aos mananciais, fato que justifica não ser amplamente aberto ao público. E seu nome surgiu de um conto popular que foi imortalizado no poema de Mário de Andrade que conta a história de um casal que após seu casamento atravessou a Serra voltando para casa. O cavalo em que a moça estava pisou em falso no cascalho e a dupla despencou ladeira a baixo e o marido chicoteando seu cavalo partiu ribanceira abaixo atrás da moça e "a Serra do Rola-Moça, Rola-Moça se chamou".



O parque possui tanto a flora quanto a fauna muito diversificadas, por estar em uma zona de tensão ecológica, ou seja, vegetações variam bruscamente entre mata atlântica, cerrado e campos de altitude. Isso faz com que haja várias espécies de animais e plantas, tornando o local um amplo projeto de conservação da espécie.

 

 

 

Fotos do Google. Se alguma lhe pertencer, entre em contado para remoção ou dar os devidos créditos.

Postagens mais visitadas deste blog

Memórias do Heavy Metal - Mustaine

Sobre como administrar o tempo para ter tempo

Top 10 - Personagens Literários