Pular para o conteúdo principal

Marcha das Vadias: Uma Exigência de Respeito Sem Respeitar o Próximo

marcha das vadias
Durante a Jornada Mundial da Juventude, um evento da Igreja Católica, na praia de Copacabana, Rio, o grupo feminista que realizam a Marcha das Vadias resolveram aparecer, confrontando, inclusive, o Papa Francisco, em visita à cidade. Inclusive, segundo o site de notícias Terra, diz que a data foi escolhida justamente para confrontar a religiosidade.
O movimento surgiu a partir de um protesto realizado no dia 3 de abril de 2011 em Toronto, no Canadá, e desde então se internacionalizou, sendo realizado em diversas partes do mundo. Inicialmente a Marcha das Vadias protesta contra a crença de que as mulheres que são vítimas de estupro teriam provocado a violência por seu comportamento. Por isso, marchavam contra o machismo, contando sobre os seus próprios casos de estupro. No entanto, o movimento ganhou traços fortes do feminismo e homossexualismo, tornando-se um movimento em busca de "direitos de igualdade" para classes exclusivistas. 
O mais agravante é que, assim como a "parada gay" o protesto passou a ser realizado com uma necessidade exagerada de chamar a atenção, pedindo não só direitos iguais, mas exclusivos à massa. Por todo o protesto pode-se ver pessoas nuas, ou semi-nuas, expondo-se categoricamente em um grito de desespero inconsciente. Assim a marcha das vadias perdeu seu foco já há algum tempo, descaracterizando o objetivo inicial e perdendo a credibilidade. 
Se não bastasse, no último protesto, realizado no Rio de Janeiro, como citado, os manifestantes, tanto da marcha das vadias quanto do LGBT, passaram dos limites, expondo não somente seus corpos num atentado ridículo ao pudor como mostrando que não merecem, em suma, o respeito que "exigem". Já dizia o velho ditado que "respeito se conquista" e o que o grupo mostrou foi total falta de respeito tanto com os fiéis que participavam do evento religioso quanto com a maior entidade católica. 
A medida que o grupo manifestante ia avançando em direção à Ipanema, os fiéis presentes começaram a revidar os gritos de ordem, principalmente quando esses referiam-se à descriminalização do aborto. Mas depois de certo momento, os manifestantes quebraram imagens, queimaram crucifixos e começaram a proferir ofensas diretamente para o papa e a igreja, além de manifestar contra o governo estadual e a polícia militar. Um barreira humana da Força Nacional foi armada, impedindo que o grupo se aproximasse mais do palco e dos fiéis reunidos. 
Particularmente, eu acreditei no movimento em suas origem e até defendi o mesmo, mas depois de um tempo, principalmente ao associar com as mesmas reivindicações da parada gay, deixei de apoiar. Não vejo  alguns dos temas abordados com direitos, mas sim como privilégios. O que digo, desde o princípio, é que todos têm direitos a escolher como viver, mas devem arcar com as consequências dessas escolhas, e ninguém, em absoluto, merece tratamento exclusivo simplesmente porque decidiu fazer parte de uma minoria (que nem é mais tão minoria assim). É claro que sou a favor do direito de igualdade, não apoio a homofobia nem a ideia de que uma mulher "deva" ser estrupada apenas por escolher vestir-se mais ousadamente, mas a partir do momento que alguém fere o direito de outrem, é necessário que acarrete-lhe as consequências disso. As pessoas envolvidas nesse "protesto" não merecem meu respeito. 

marcha das vadias

marcha das vadias

marcha das vadias

Comentários

  1. Marcela,
    Adorei seu texto e como você disse no texto elas querem respeito com os corpos delas e ela nem respeita aos crentes e religiosos quebrando e desrespeitando eles. Não concordo com as atitudes delas.

    rodrigobandasoficial.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. O Texto e muito bom Marcela ali elas querem mais respeito não só com os corpos dessas mulhers que foram protestar mais tbm não tiveram respeito durante esses dias que o papa estava aqui no Rio de Janeiro como diz meu amigo Rodrigo que postou um comentario aí eu tbm não concordo com essas atitudes. Mais fora isso gostei do seu blog sucesso pra vc fica com Deus

    grato

    junior

    ResponderExcluir
  3. Muito bom o texto. Acho que este ato não foi certo. Falta de respeito, ao fazer isso, essas pessoas perdem a razão.
    o seu blog esta muito bom. beijos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Todos os comentários são de responsabilidade individual e não representam a opinião da autora do blog.

Postagens mais visitadas deste blog

Tic...tac...

Sabe quando no meio do dia você lembra de algo de muito tempo atrás...  é como se alguém apertasse o botão do pause e, embora a vida segue, o silêncio soa mais alto.  Sabe quando esta lembrança te paralisa de forma tão imediata que, tudo, absolutamente tudo perde o sentido repentinamente.... Sabe quando seus olhos se inundam, te falta o ar, some sua voz... assim no meio do dia, ou em uma noite vazia e tudo aquilo que você faz questão de deixar adormecido explode dentro de você.  A foto na estante é tão vazia que você não consegue olhar pra ela e todas as lembranças do que foi e do que poderia ter sido explodem em um caleidoscópio em sua mente...  Você não consegue mais olhar as fotos...  e as lágrimas caem pesadas dos seus olhos porque você não consegue as conter.  E você lembra e relembra  e cada nota da canção que insiste em tocar é o tom da voz que não sabe mais como ouvir... E você lembra...  perdendo todos os seus passos sem rumo em um horizonte que não reflete mais a direção do…

Memórias do Heavy Metal - Mustaine

Dave Mustaine é conhecido no mundo do rock como um guitarrista trash, polêmico e intenso. Começou sua carreira no Metallica, mas, devidos à surtos psicóticos constantes, causados por excesso de drogas e álcool, foi expulso da banda por volta de 1983, ocasião que o cantor compôs "Set the World Afire". Furioso com os colegas da banda, indignado por o terem colocado bêbado em um ônibus e o despachado para o outro lado do país, Dave, motivado pela promessa de vingar-se da Metallica, cria, nada menos, que a banda de trash metal Megadeth, em 1985.
Sim, há quem diga que ele realmente cumpriu sua promessa, eu, particularmente, sou suspeita de mais para fazer tal avaliação (já que Metallica é a melhor banda de todos os tempos), apesar de curtir, e muito, o som de Dave e seus companheiros. O relacionamento de Mustaine com o restante do grupo nunca foi muito bom. Ele sofria de ataques de overdose e foi motivo de polícia muitas vezes por isso. Um dia a polícia o prendeu por um motivo gra…

Uma Prova de Amor - Filme.

Enquanto procurava algo para me distrair na TV, vi a chamada para o filme Uma Prova de Amor. Sinceramente, não havia sequer ouvido falar dele ainda, talvez porque o nome remete àqueles filmes "água com  açúcar" de romances forçados, o deixei passar despercebido até então. O que me chamou atenção na chamada do filme foi a presença de Abigail Breslin e Sofia Vassilieva, ambas são atrizes muito estingante e, embora no filme elas ainda estarem crianças, me interessei em vê-las atuando juntas.
Dirigido por Nick Cassavetes, o filme estreou em 2009, tendo uma bilheteria mundial de cerca de 95 milhões de dólares. A história é baseada no livro, com mesmo nome, ou 'A Guardiã da Minha Irmã', em português, de Jodi Picoulti, narrando a história de Kate (Sofia), diagnosticada com um tipo raro de leucemia ainda bem pequena e da luta de sua mãe, Sara (Cameron Dias) que passa viver literalmente para manter a filha viva. Com a orientação dos médicos, Sara e Brian (Jason Patrick) submet…