Saida



E de repente eu abro os olhos
e percebo o tempo que passou.
Onde é que eu estava que não vi as horas se perderem
e por onde vaguei que não encontro a saída?
Pensamentos aturdidos em lembranças vivas
e sonhos desfeitos por memórias sórdidas.
Eu preciso me libertar desse vício
preciso me jogar nesse abismo
e ter certeza que não posso voar.

Postagens mais visitadas deste blog

Armadilhas do Linkedin na busca de emprego

Palavras rasas sobre relações rasas.

Memórias do Heavy Metal - Mustaine