Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2012

Outros Sonhos

Imagem
De que adianta um sorriso superficial,
se dentro do peito o coração está desesperado
e meu espírito implorando para ir embora?
Consegue ouvir o entoar dos sinos?
Será que ainda sente a melodia do flautista?
Toda vez que os dias amanhecem cinza e vazios
deixando na boca o gosto da despedida
e os galhos secos insistem em prosseguir...
Não haveriam primaveras se os jardins não resistissem o frio,
mas em mim o inverno e constante e as estações se confundem
deixando sempre os mesmos vestígios sombrios.
E não há nada aqui, só uma melodia triste e acordes perdidos
e eu queria ir além da cerca de vime que protege os horizontes,
mas cada vez que intento em seguir há milhões de vozes obstinadas
insistindo em desistir...
Eu me rendo,
fecho os olhos no escuro enquanto as lágrimas rolam sozinhas
trazendo o medo,
revelando o desespero,
amargando a saudade em minha boca...
Me rendo a solidão que vem de dentro de mim,
mas amanhã eu irei insistir mais alguns passos
em outros sonhos...

Silêncio Moribundo

Imagem
Noites frias, vozes sombrias
silêncio moribundo pela madrugada.
Noites vazias, palavras perdidas
sonhos desfeitos espalhados pelo chão.
O vento sopra sem direção
levando lágrimas ocultas
dentro de cada olhar distante
se perdendo pelos temporais em busca do horizonte.
Silêncios moribundos, canções vazias...
jardins sem flores por estradas sombrias
e ruas desertas
e pensamentos desconexos.
Ao longe as formas começam a ganhar vida
a escuridão se dissipa e nasce uma manhã cinza
trazendo as lembranças e histórias escondidas
por entre vendavais de promessas não cumpridas
e sonhos que ficaram para traz...

Sussurar

Imagem
...que o sussurrar do vento te leve um beijo carinhoso e eterno  e me deixe em seus pensamentos para que nada seja capaz de apagar em ti  minha existência...

Padrões

Imagem
Não adianta... não importa o quanto as pessoas queiram me ditar padrões relativamente "certos", muito menos quando tentam empurrar garganta abaixo as definições hipócritas da sociedade, eu simplesmente não consigo me misturar a uma massa relativamente alienada e pensar igual a todo mundo. Definitivamente, nem tento mais nadar junto a corrente, já entro contra a maré porque assim desde o início sei que tipo de dificuldade vou enfrentar. Curioso é que exatamente as pessoas que convivem lado a lado comigo é que insistem em marretar suas próprias cabeças para tentar me impor atitudes que sabem (ou ao menos deveriam saber) muito bem que eu não tomaria. Eu sou a teimosia em pessoa... Quantas vezes já não quebrei minha cara e saí completamente machucada por fazer tudo exatamente como manda meus próprios princípios? Quantas outras não telefonei para alguém desesperada por ter feito uma escolha errada, por não ter ouvido o que os outros me diziam, e por ter entrado na maior fria... e…

Guia

Imagem
E mesmo se apagasse o sol eu poderia me guiar por teus olhos...