Não me esqueça

Eu gosto de fechar os olhos
com aquela canção suave entoando
e o brilho da lua entrando pela janela
tocando meu rosto junto a brisa.
Gosto de imaginar momentos
e inventar melodias serenas
quando posso ouvir a vez suave
ao som de acordes desconexos.
É, faz algum tempo que as palavras não viram poesias...
já que meus pensamentos não se rendem tanto à melancolia,
mas as vezes é a sensação do vazio que preenche
mesmo que lá fora as flores balançam nos jardins.
A vida mudou dentro de mim,
mas eu ainda sinto falta
de quando podia encontrar meu amor nas estrelas.
As lembranças são mais secretas
tive que continuar seguindo
olhando as fotos foscas na estante
e me limitando à momento como estes:
quando a lua vem trazer o brilho do olhar que se perdeu pela estrada
e nas estrelas consigo ouvir o som de mil sorrisos
implorando: 'Viva, mas não me esqueça!"...

Postagens mais visitadas deste blog

Armadilhas do Linkedin na busca de emprego

Palavras rasas sobre relações rasas.

Memórias do Heavy Metal - Mustaine