Postagens

Mostrando postagens de Janeiro, 2012

Choro

Imagem
Já coloquei a música que me fazia mal e fechei os olhos,  lembrando de tudo que estava me corroendo.  Só pra chorar, na esperança de tudo aquilo passar."
(Caio Fernando Abreu)

Como a Vida Passa!

Imagem
Estou sentindo algo sufocar dentro do peito, fazia tempo que essa ardência, quase insignificante, não incomodava tanto. Parada por alguns segundos diante da tela do pc, fico observando as pessoas entrarem e saírem do msn e facebook, quase frenéticas... as pessoas estão carentes, e eu, odeio admitir, também estou. Mas não sinto uma carência de bater papo virtual, de conversar com pessoas à distância, sim, isto é bem legal... mas chega um tempo que amigos virtuais são apenas amigos virtuais, não satisfaz.  Abro um parentese, aproveitando que entrei nesse assunto, para salientar que hoje a internet está muito vazia. Para algumas coisas o progresso não trás muitos benefícios, e nesse caso, os relacionamentos pela net, outrora já vazios, frios e decadentes de realidade, hoje estão simplesmente escassos e, os poucos que ainda restam, sinceramente não vale a pena. Há alguns anos atrás era capaz de passar uma noite inteirinha na internet, batendo papo, conhecendo pessoas, criando outras... ven…

Vale

Odeio o terrível vale  atrás do pequeno bosque... Seus lábios nos altos campos  estão úmidos de sangue e de urze rubra. As encostas das costelas  gotejam com um horror calado e o eco,  não importa o que lhe pergunte, responde morte

Soneto

Pelo improvável paraíso dos encontros imaginários que ninguém e que nada exista.
De quanto a sombra em mim descansa eu procuro o que não se avista dentro os fantasmas da esperança.
Teu corpo, teu rosto e teu nome, teu coração e tua existência todo espaço evita e consome eu só conheço a tua ausência.
Eu só conheço o que não vejo e nesse abismo do meu sonho alheio a todo desejo me decomponho e recomponho.
(Cecília Meireles)

Antes de Amar...

Depois de um tempo descobri que só amar não basta...

Antes de amar é necessário descobrir
que as vezes precisamos de silêncio,
que um futebol com os amigos
é só um escape da rotina
e que o cinema com as amigas também...

Antes de amar é necessário VIDA PRÓPRIA.

Antes de amar é preciso entender
que o diálogo é fundamental
que a sinceridade é essência
e a cumplicidade tem que ser mútua...

Antes de amar é preciso RESPEITO.

Antes de amar é importante aprender
que nem todos os dias são de sol
e nem todas as noites são quentes
e por isso a amizade tem que ser constante...

Antes de amar é importante COMPREENSÃO.

Antes de amar é imprescindível entender
que amor e sexo não são sinônimos
e que nem sempre uma transa gostosa
satisfaz um desejo...

Antes de amar é imprescindível CARINHO.

Antes de amar é fundamental acreditar
que existe vários motivos para estar junto com alguém
e que o ciúme é um veneno
que destrói relacionamentos...

Antes de amar é fundamental CONFIANÇA.

Antes de amar é essencial entender
que nem sempre as at…

Quando

... E quando a gente se encontrar  será como uma explosão de silêncio e prazer. E vou poder te tocar e irei sentir você em um momento que será sempre eterno. E estarás tão perto  que sentirei sua respiração em meu corpo e irei implorar para que teus beijos se percam em meus lábios. Mas enquanto não estás aqui  eu te esperarei no silêncio das lembranças que já passaram  e no encanto da saudade  que permanece. Porque quanto mais distante estás mais presente te sinto.

Que venha 2012!

Todo fim de ano parece igual, as ruas cheias denunciam a obsessão das pessoas. Quando chega meados de novembro, todo mundo adquire uma áurea de bonzinho e desbanca a fazer tudo aquilo que não fez durante os dez meses e meio que passaram e, a medida que os dias avançam, o movimento aumenta tão velozmente que chega a sufocar. De repente todo mundo tem um sorriso no rosto, alguns minutinhos no café ou, se tiver sorte, até um "happy hour" na sexta... Ah! Quem me dera se toda essa educação, esse "espírito natalino", essa expectativa se prolongasse e permanecesse durante todo o ano...  Vemos tantas promessas, tantas propostas, tanta solidariedade que chega a dar orgulho de como uma sociedade é capaz de se mobilizar em favor do outro, o que me deixa triste é perceber que, se fosse contínua, toda essa realização poderia extinguir a fome e a miséria do nosso país, e ouso a dizer mais: temos muito mais potencial para ajudar os outros se não fossemos subjugados pela onda de co…