Chuvas de Novembro




"E quando seus temores se acalmarem
E as sombras ainda permanecerem
Eu sei que você pode me amar
Quando não sobrar mais ninguém para culpar

Então não se preocupe com a escuridão
Nós ainda podemos encontrar um jeito
Porque nada dura para sempre
Nem mesmo a fria chuva de novembro"
(November Rain)

Postagens mais visitadas deste blog

O Solista: a arte que imita a vida.

Carnaval (Não Faz Minha Cabeça)

Mudanças