Versos

Lá fora chove,
Ouço as canções do vento sombrio da noite
O resto é solidão,
Escombros perdidos na alma vazia
Que dilacera incauta sobre os sonhos .
Adormeço ao cheiro dos jardins
Pensamentos vagantes por horizontes sórdidos
Pessoas correndo
Carros desgovernados
E eu em silêncio...
Fecho os olhos e finjo não ver
Que a dor não passa com a tempestade
O perfume das flores me remete à lembranças
De um tempo que há muito não existe mais
São só versos
Poesias de silêncio e de som
Ecos...
E o gosto daquilo que não volta
Mas não se perde de mim

Postagens mais visitadas deste blog

Não me esqueça

Top 10 - Personagens Literários

Flores Caídas