Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2010

Sonhos

Imagem
Eu fecho os olhos e permaneço em silêncio enquanto a brisa sopra sobre mim e envolvo meus pensamentos nas estrelas mais claras, faz uma tarde fria hoje. Eu ouço minhas canções, enquanto perco meus pensamentos nas imagens da janela do meu quarto sórdido. Essas canções me lembram um momento que nem sei por que insiste em ficar. Ainda tenho esperança, mas acho que é hora de partir. Cada acorde tem a sinfonia do olhar que prefiro esquecer, cada tom tem o sabor do desejo que arde cegamente em meu corpo, a melodia sussurra o beijo o ensejo... eu quero fugir dessa saudade no peito, mas minha solidão me leva ao mesmo lugar. E meu corpo ainda trás as marcas e tem sede de seguir, mas nem tudo é mesmo assim, não é fácil viver com um cemitério de culpa na memória. E, não é culpa por me entregar ao desconhecido que incendeia e arde as virtudes, mas por insistir em seguir sozinha por um caminho que deve ser trilhado a dois. Olho a vida lá fora e vejo os segundos perdidos no tempo, a voz incerta ch…

Ruas Desertas

Imagem
Pensamentos vazios e olhos secos
uma dose dessa droga e tudo passa.
As lágrimas vão embora,
mas as lembranças ficam...

Caminho pelas ruas desertas
sem saber
e os pássaros da noite sussurram tristes
no céu não há estrelas,
mas as luzes coloridas
deixam a cidade com uma beleza gloriosa
e os cantos continuam sórdidos.

Pensamentos vem
pensamentos vão
buscando lamentos de uma sinfonia esquecida
em lembranças e vozes
numa mistura inquietante
e tenho medo...

Continuo caminhando em silêncio
na companhia desse vento furioso
e desse perfume que desconheço!

Apenas Perdoe-Me

O vento sopra sem direção
lá fora a noite surge sem avisar
há estrelas no céu
e há flores na estrada
mas aqui dentro o frio é constante.
Fecho os olhos para dispersar essa saudade
alimentando de sonhos os meus pensamentos incertos
que insistem em procurar pelos versos
mas só há o vazio
a solidão.
E as horas passam
os dias avançam violentamente
dilatando a distância que ameaça meus passos.
Queria apenas sentir a magia das palavras
aquelas que me envolve, me encanta
e acalma meu coração inquieto
mas o silêncio é ardente
nas janelas que se fecham,
não encontro os sonhos que escorrem pelas letras
só o escuro e triste som do vento
que sem direção sopra em qualquer lugar...
Queria...
como eu queria...
ouvir os ecos daquela doce voz
que de tão calma me conduziu ao desconhecido
de primaveras e sonhos de verão...
queria o sorriso desenhado
o olhar sedento
e o carinho das mãos
como eu queria...
o murmúrio de uma canção
os sussurros de uma melodia
e uma palavra que reage a essa brisa.

Agora é o egoísmo que domina
e me faz insist…

Tarde de Chuva

Imagem
Eu já senti isso antes só não consigo lembrar e é estranho perceber que a história se repete constante e surreal... Hoje a tarde se fez chuva mas ninguém percebeu que o tempo sangrava em fúria e que os ventos se perdiam em desencanto...
E pelos cantos as palavras se escondem e já não é solidão, nem angústia mas os olhos ainda se inundam e o vazio permanece. De longe eu observo a vida lá fora sob as águas os becos não são tão sórdidos nem as sombras tão densas e a noite vem chegando aos poucos mas aqui dentro nada muda.

Solidão

Imagem
Estou tremendo, mas não é de frio
O silêncio me condena e as vozes dentro de mim me afogam
Em um constante desespero da alma...
Tento gritar por socorro, mas ninguém me ouve,
Minha voz entala na garganta
Eu preciso de um amigo,
Mas é tudo ilusão...
Fecho os olhos e não vejo,
O céu não é mais azul,
Não há mais flores no caminho.
Tudo me leva há um só lugar
E eu continuo sozinha,
No meu quarto escuro...
Nada preenche o vazio que fica,
O medo que domina e pressiona
Sinto sede da vida que não me sacia
E segue vazia
Em direção ao horizonte doentio
Que se perde
Se ausenta
E se joga do abismo dos meus próprios olhos...

Outros Tempos

Imagem
A cidade está deserta
nesta noite de Agosto.
O vento passa frio,
balançando meus cabelos
e trazendo lembranças antigas.

As horas passam devagar
O silêncio domina...

Pela janela eu vejo as imagens em movimento
as músicas não causam os mesmos efeitos
e as ruas mudaram
mas os nomes continuam os mesmos

Não sei o que estou fazendo aqui
numa vida que desconheço
as horas passam e
eu me perco.
Insisto em trazer coisas do passado,
mas a história foi contada de outra maneira
em outro lugar...

Reviver não me faz bem,
porque embora os personagens sejam os mesmos
o espetáculo insiste em mudar.

Diante do Espelho

Imagem
Eu só queria preencher esse vazio,
tirar essa solidão de dentro do peito
me sentir alguém,
mas me deparo com o espelho.

Meus olhos vazios se perdem em mim mesma
e as lembranças passam
nessa imagem que não reconheço.

É difícil me ver sem máscaras
entender que tudo o que acreditei foi um erro
sonhos e histórias
castelos de areia que o vento levou.

E diante do espelho
vejo uma coleção de planos frustrados
e histórias surreais.
As palavras que invento não fazem mais efeitos
tive que crescer
e tirar a fantasia.

Agora percebo o medo que fica
o desespero e
a solidão...

O tempo parece não passar
e não é mais a decepção que me incomoda
mas as tentativas fracassadas
os sonhos desfeitos
e uma vida de faz-de-conta.

Diante do espelho
as palavras se perdem
uma a uma...
Fica só o gosto do arrependimento
e esse rosto sombrio
que não reconheço!

Dança

Imagem
[...] Ali, mais ao fundo,
as emoções da vida viravam música.
A cada fragmento de emoção
correspondia uma nota musical,
de modo que,
às vezes, a música era grave,
às vezes, leve,
às vezes inclassificavelmente arrítmica, mas,
às vezes tão arrebatadora que
a única opção era dançar...

Madrugada

Imagem
As vezes o silêncio é tão forte...
É, fazia tempo que a noite não me roubava o sono
e hoje lá fora as sombras permanecem.
Sentada no escuro, sob a lua eu sinto a brisa vazia
que inunda o ar e os pensamentos com versos sem sentidos.
As palavras fogem de mim...
Meus olhos se perdem no vulto do horizonte
os murmúrios da noite são doentes
ardentes...
e não é a saudade que fere
mas a ausência que condena.
Eu fecho os olhos com força
e as lágrimas rolam
eu não sei por que esse desespero me invade
estou cansada de fingir que está tudo bem.
As horas passam e as pessoas dormem
as pessoas dormem...
Eu já me acostumei com essa solidão
quando de madrugada me inquieto
e derramo versos,
mas hoje essa dor no peito está ferindo
e não há ninguém
nunca há ninguém para aplacar esse vazio.
Fazia tempo que não temia as estrelas
fazia tempo que não sentia esse frio...
Não é a primeira vez que tenho medo do escuro
e eu pensei que esse grito na garganta
iria passar com vento,
mas foi o mesmo vento
que se perdeu nos sussurros dessa madru…

Anjo

Imagem
A tempestade começa a se dissipar,
mas aqui dentro o vazio insiste em permanecer.
Jamais vou deixar de lembrar-me daqueles olhos,
quando olhar em direção ao sol no horizonte
ou quando procurar estrelas na imensidão.
E o sorriso vai me acompanhar para sempre...
Para sempre,
regado de saudade imerso no desejo insano de reencontrar...
Sinto o sol ardendo em meu corpo,
fazia dias que não o via brilhar.
Hoje consegui pensar nele sem chorar,
mas não vi as fotos,
aqueles olhos frios do retrato que já não me olham...
Lembrei-me com devoção,
com carinho,
mas o coração arde freneticamente.
Ainda o sinto...
Resolvi continuar,
encontrar alguém que me faça pensar em outra coisa,
em outra história.
Deu certo, mas ainda tenho medo.
Como dizia o poeta
"vamos com Calma!"
Não estou tão pronta para me arriscar,
mas foi bom aquele beijo... Hummm foi muito bom.
Tinha me esquecido como era ter alguém ao meu lado...
Meu luto será eterno,
mas a vida continua...
É o que todos dizem.
Continua!!!
Per…

Mudanças

Imagem
Amanheceu! A vida surge abruptadamente lá fora, as pessoas despertam para suas realizações e para a conquista de mais um dia. Permaneço deitada, pensando... O dia amanheceu mais azul, ou são meus olhos que perderam os tons de cinza, não sei dizer ao certo, mas a mente esquiva-se para o momento, o encanto. Uma noite, um sorriso, um toque e as coisas mudam todas de lugar, paramos a melancolia da vida para viver um momento mágico, realmente é algo muito íntimo e bonito, e pode ser fogo... E pode ser só calmo, como um rio... É bom poder acontecer essas coisas de uma vez só. Acordei com o gosto do beijo em minha boca, fecho os olhos para sentir e me perder nesse encanto. É mais que um simples prazer, passageiro, é ardente, sufocante. Invade meus pensamentos... Será que é possível uma sintonia tal em que os dois acabem por perderem-se em si mesmos? Não, não é perder no sentido ruim da palavra, mas no calor das vidas... Sentir cada parte da pessoa, cada olhar, cada toque... As marcas não sa…

Fotos

Imagem
Ontem fez frio à noite. No meu quarto a meia luz eu me deitei no chão, ouvia um som alto (The Uforgivem II - Metallica) e rabiscava algumas palavras no meu caderno de poesias, mas não saiu nada que presta só lamentos! Espelhei algumas fotos pelo chão, o volume do som era proporcional a minha dor. Passava das dez, um vizinho reclamou, disse que ia chamar a policia. Eu ri com sarcasmo, não me importo. Aumentei o volume um pouco mais.

Sentia o frio me dominando, meus olhos já inchados refletiam o desespero. Ninguém mais ousou me incomodar. As fotos não transmitiam o calor no abraço, me olhavam instigadamente com o mesmo olhar imóvel, sem brilho, não me satisfaz, mas foi o que restou. Eu fechei os olhos para imaginar, está além do que eu posso ver, além do que eu possa sonhar. Minha mente me prega algumas peças, sinto que ele estava lá, mas eram só fotos. Eu queria gritar, queria sair correndo, queria impedir que meu corpo definhasse naquele desespero...

O frio quebrava alguma coisa por de…