É Hora de Partir

Eu procurei por teu olhar em outras esquinas
senti teu perfume na brisa morna da noite
tentei te encontrar nos cantos sórdidos da memória,
mas você não estava mais lá...
Eu visitei os lugares mais sombrios da minha alma
entoei as canções mais vazias
e colhi os lírios mais belos
contradizendo meus desejos mais insanos...
Eu tentei te esquecer em outros planos
tentei te misturar em outras formas
e bagunçar o ritmo de sua voz.
Eu quis te arrancar dos meus sonhos
e quis desvencilhar de toda lembrança,
mas no silêncio do meu quarto e teu sorriso que imagino
e são tuas mão que quero sobre meu corpo
e são teus beijos que quero em meus lábios...
mas é hora de partir,
mesmo que tudo em mim ainda insista em ficar...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Armadilhas do Linkedin na busca de emprego

Palavras rasas sobre relações rasas.

Memórias do Heavy Metal - Mustaine