0

Sementes

Mais um dia se foi
Agora a noite está escura
E vazia
Eu continuo aqui, ouvindo nossas canções
E você se foi...
Se fecho os olhos, eu posso te encontrar
E sinto você tão perto que anseio pelo abraço
Com os olhos abertos você está em todo lugar
É tão estranho imaginar
Foi tão de repente
Estou só nesta noite fria
Plantando flores no jardim
Te esperando voltar.

Em todo tempo as lembranças são alheias
As circunstancias são dementes
Como vou viver sem você?
Se era para os seus braços que eu corria 
Quando a solidão me visitava?
E agora esta solidão esta vazia
E você me faz tanta falta...
Você me faz tanta falta...
Eu sinto teu perfume no vento
E sinto o horizonte sombrio
Enquanto me perco pelo caminho
Tentando reencontrar você...

E agora?
O que faço com essas lembranças?
E a promessa de sempre cuidar um do outro?
O que faço com o vazio que você deixou aqui?
É o silencio que sufoca
E as canções que soam vazias
Nos jardins perdidos da vida
Que morre lentamente sem você 
O que eu faço agora?
Se nesta estrada ainda existe teus rastros
E nem o vento leva as marcas 
Da caminhada que fizemos juntos?

Você foi meu sonho mais lindo
Eu não sei como seguir sem te ter aqui
E eu queria teu olhar
Queria teu sorriso
Queria colher com você as flores
Das sementes que semeamos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.