Padrões

Não adianta... não importa o quanto as pessoas queiram me ditar padrões relativamente "certos", muito menos quando tentam empurrar garganta abaixo as definições hipócritas da sociedade, eu simplesmente não consigo me misturar a uma massa relativamente alienada e pensar igual a todo mundo. Definitivamente, nem tento mais nadar junto a corrente, já entro contra a maré porque assim desde o início sei que tipo de dificuldade vou enfrentar. Curioso é que exatamente as pessoas que convivem lado a lado comigo é que insistem em marretar suas próprias cabeças para tentar me impor atitudes que sabem (ou ao menos deveriam saber) muito bem que eu não tomaria. Eu sou a teimosia em pessoa...
Quantas vezes já não quebrei minha cara e saí completamente machucada por fazer tudo exatamente como manda meus próprios princípios? Quantas outras não telefonei para alguém desesperada por ter feito uma escolha errada, por não ter ouvido o que os outros me diziam, e por ter entrado na maior fria... e ainda, quantas vezes não jurei que seria diferente, que iria mesmo pela maioria (assim não ia ter erro) e no minuto seguinte eu estava lá, fazendo tudo da minha própria cabeça? ... Essa sou eu, impulsiva, descontrolada, muitas vezes agindo sem pensar, mergulhando fundo em minhas convicções, defendendo até a alma minhas idéias... Porque as pessoas querem tanto me mudar?
Confesso que na maioria das vezes estou mesmo errada, não nego que quando a decepção e a dor de ter feito algo errado irradia dentro do peito, eu queria mesmo é voltar atrás e ouvir, mas de repente quando me pego imaginando fazer aquilo que as pessoas esperam de mim, me sinto como um rato de laboratório, sendo criado apenas para satisfazer as expectativas que o cercam. Eu não sei viver assim... eu acredito em meus ideais, apesar dos erros, acredito que não consiguirei chegar a nenhum lugar trilhando o mesmo caminho que os outros. Eu luto até o fim por aquilo que quero, e enquanto não esgotam todas as possibilidades, eu ainda confio nas chances que restam... seja uma, duas, três vezes...
Muita das vezes o sucesso vem da persistência em tentar encontrá-lo. Se não deu certo de um jeito, com certeza eu irei tentar de outro, não existe uma fórmula certa para viver, e se eu não puder lutar por aquilo que eu acredito, então melhor desacreditar da própria vida. Padrões só servem para emoldurar as mentes de pessoas pequenas, que desistem de lutar pelos seus sonhos...
Os meus sonhos são valiosos de mais para eu desistir deles e, se eu vê-los tentando fugir pela janela, mesmo não sabendo voar, sou capaz de pular, só para não perdê-los. Meus sentimentos são intensos de mais para fechá-los dentro do meu peito... se eu for amiga, vou ser sincera e vou ser pra sempre, se eu amar vai ser de verdade... E mais uma vez cito Clarisse Lispector, quando sabiamente diz: "Não me dêem fórmulas certas, por que eu não espero acertar sempre. Não me mostrem o que esperam de mim, por que vou seguir meu coração. Não me façam ser quem não sou. Não me convidem a ser igual, por que sinceramente sou diferente. Não sei amar pela metade. Não sei viver de mentira. Não sei voar de pés no chão. Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? Eu adoro voar."

Comentários

  1. "Porque as pessoas querem tanto me mudar?". Eu acho que é porque as pessoas têm dificuldade em aceitar o que é diferente. A gente é criado para acreditar que existe um padrão das pessoas, mas, a verdade é que cada ser é muito individual para ser medido ou padronizado. Acho impossível retirar essa ideia da cabeça de algumas pessoas.
    Algumas pessoas se incomodam muito com quem tem atitudes diferentes, acho que é porque elas se sente frustradas consigo mesmas, elas devem sentir um certo vazio na alma, uma baixa auto-estima, porque quem acredita em si mesmo aceita e respeita o próximo, mesmo que ele tenha atitudes que consideramos erradas ou impróprias (até o conceito de certo e errado é muito relativo). Beijos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Armadilhas do Linkedin na busca de emprego

Palavras rasas sobre relações rasas.

Memórias do Heavy Metal - Mustaine