4

Só por Hoje

Manhãs cinzas e ruas molhadas
sinto o vento violentar as flores que ainda restam
tudo continua vazio, mas gosto desse ar
é como se de dentro de mim reconhecesse a cena
não preciso fingir que está tudo bem
daqui a pouco isso passa.
Invoco as palavras por meus pensamentos
percorro os livros e as canções em busca de refúgio
de repente tudo muda de lugar
e é incomum sentir as cicatrizes...
Eu já não sei dizer o que eu sinto
não tenho certeza de onde vem essa dor
o cantar dos pássaros estão seguindo a melodia 
deixando o dia confortável e com tons sombrios.
Não faço mais parte dessa paisagem
as miragens no espelho denunciam meus olhos molhados
como se eu quisesse voltar alguns segundos...
Eu me iludo
me recomponho...
Daqui posso ver o horizonte
acho-o mais real quando ele não parece sorrir para mim...
Dias nublados refletem quem eu realmente sou
e só por hoje eu não quero mais sonhar...

4 comentários:

  1. Cada dor nos ensina a ser mais fortes, de alguma forma.
    Lindo querida!:D

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lindo... me emocionou!!!

    Obrigada pelo comentário e pela visitinha ao DSM, fiquei feliz de te ver lá!!!

    Mil Sweetkisses ♥.♥

    ResponderExcluir
  3. ´´sinto o vento violentar as flores... ``

    muito lindo,um daqueles poemas que não se le, se sente

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.