Luar

"Páginas em branco, fotos coloridas"...
esse é o cenário que permeia meu olhar.
E pela janela posso ver a lua
insistindo para fazer parte da cena,
é inevitável não vê-la sorrir
embora a noite continue fria.
Silêncio moribundo vagando pelas esquinas
do 15º andar os ruídos parecem música
organizando as notas naquela antiga sinfonia mórbida.
Há uma solidão que vem de dentro e invade o pensamento
De repente, são as constantes que não param de mudar
mas não há nada aqui que nunca esteve antes
são só lembranças, fotos e um luar.
A orquestra segue pela noite, estarrecida
holofotes acompanham a melodia
e já não sei dizer... não faz sentido
é só o vento que bagunça meus cabelos e sopra em meu ouvido,
mas porque será que este céu está tão lindo?

Comentários

  1. Porque assim o vê. Quanto à música, imagine ser a sinfonia n. 40 de Mozart; feche os olhos, imagine o céu e deleite-se...

    ResponderExcluir

Postar um comentário

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.

Postagens mais visitadas deste blog

Armadilhas do Linkedin na busca de emprego

Palavras rasas sobre relações rasas.

Memórias do Heavy Metal - Mustaine