2

Natal


É véspera de Natal...
eu vejo as crianças aguardando ansiosas,
quase hipnotizadas,
pela chegada do tal "Bom Velhinho".
Vejo o sorriso estampado nas faces rosadas...
Todos no mesmo clima de paz, 
de harmonia...
As pessoas se lembram de dar um "Bom Dia" com mais carinho
se esforçam pela companhia do irmão
e até trocam presentes...
Hoje ninguém xinga os garotos que brincam na chuva
nem os que correm entusiasmados pela casa,
hoje se cala mais vezes em nome da comunhão com a família
se empresta mais coisas
se permite ficar "por último" na fila do banho...
Hoje, todo mundo sacrifica alguma coisa em nome da alegria de estar junto
todo mundo doa algo de si para o próximo
todo mundo sorri mais vezes 
canta mais canções...
Hoje os asilos recebem mais visitas
os hospitais mais doações
as pessoas carentes tem mais chance de ter um almoço...
Até os jardins estão mais floridos
o verão mais quente e perfumado...
as luzes mais encantadas.
Que dia lindo é hoje!
E amanhã, Natal, levará toda essa áurea
e será um dia lindo também...
Não poderia haver 182 dias de Natal em um ano?
talvez assim as pessoas se lembrariam que 
fazer o outro feliz é a maneira de se obter a felicidade
todos os dias do ano... 

2 comentários:

  1. Muito confessional,um poema em que o que salta aos olhos é a sinceridade e a singeleza...Algo como uma criança que descobre o real sentido do Natal e se esquece dos presentes para gozar do amor e o calor dos semelhantes...pena que as datas comemorativas lembram as pessoas desse espírito de comunhão,não propriamente seu amor pelo semelhante.

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que profundo hein querida?! São palavras muito bonitas. Infelizmente, as pessoas se perdem muito pelo meio do caminho e se esquecem de que estão aqui para amar o próximo, acho que todos nós esquecemos disso a maior parte do tempo... Eu ainda sonho com uma humanidade mais justa e solidária, mas isso começa com cada um de nós!
    Beijos, querida!

    ResponderExcluir

É um prazer tê-lo (a) aqui.
Obrigada pela opinião e volte sempre.